domingo, 30 de março de 2008

Moto "três em um": melhor que a F-1?

Quem acordou hoje para assistir o Mundial de Motovelocidade na TV, ou especialmente para os 131 mil torcedores que encheram as arquibancadas e os barrancos no entorno do circuito de Jerez de la Frontera, sem dúvida ficou com um gostinho de frustração porque a prova da MotoGP não teve a emoção esperada.

Isto porque Dani Pedrosa não deixou. "Triste" venceu de ponta a ponta, com grande autoridade e agora é o novo líder do campeonato.

Pior para Jorge "Lorenshow" (ou "Porfuera", como queiram) Lorenzo, que além de perder a vitória para o desafeto declarado, ficou atrás do multicampeão Valentino Rossi, amargando a terceira posição.

De bom, a corrida da categoria máxima apresentou a luta pelo honroso 5o. lugar entre Loris Capirossi, James Toseland, Andrea Dovizioso e John Hopkins - quatro pilotos representando quatro marcas diferentes. E de ruim, o mau desempenho das Ducati e as pataquadas de Casey Stoner, que perdeu o controle da Desmosedici duas vezes e terminou num distante décimo-primeiro. Stoner dormiu líder e acordará amanhã como quarto colocado no campeonato.

Mas a corrida mais sensacional foi sem dúvida a da categoria 250cc.

Quem há de esquecer que, na última das 24 voltas previstas, Marco Simoncelli insanamente tentou ultrapassar o rival Álvaro Bautista, líder e piloto DA CASA? O resultado não podia ser outro: acidente e fim de corrida para ambos.

Lembro que durante a transmissão, o camarada Sergio Mauricio saiu-se com esta:

"- E aí telespectador? Você aposta no 19 ou no 58?"

Íntima e solitariamente pensei: "Vou apostar no 36". Considerei, claro, o histórico de trapalhadas do Simoncelli em outros carnavais. E não deu outra! Mika Kallio ganhou um presentaço e Mattia Pasini, que na antepenúltima volta era o oitavo, conquistou um inacreditável segundo lugar e sai da Espanha líder do campeonato, quatro pontos adiante do finlandês da KTM.

A corrida da classe 125cc ficou devendo em emoção. Teve alguns tombos, como de praxe, e a inesperada vitória de Simone Corsi, novo líder do campeonato, com Nicolas Terol em segundo e Bradley Smith em terceiro.

Verdade seja dita: esse esquema "três por um" do Mundial de Motovelocidade é, de longe, muito melhor que diversas corridas da Fórmula 1 que a gente já viu. A prova da Malásia que o diga...

3 comentários:

batuta_castro2 disse...

Infelizmente, não assisti a corrida da Motogp pelo fato de a corrida ter acontecido as 9 horas e eu tinha lido que seria as 10 horas. Mas fica para a próxima.

Carlos disse...

O mesmo aconteceu comigo... O site do Sportv ficou o tempo inteiro indicando 10 horas como horário da corrida...

Uma pena, ou melhor, um desrespeito com que gosta de corridas, mais uma vez...

rpastor disse...

Faz tempo que estas provas de moto estão melhores que a F1...