segunda-feira, 17 de março de 2008

Clichê símio



Dizem que a imagem dos macacos em que um não escuta, um não vê e o outro não fala, tem como origem um trocadilho japonês. Supostamente, a imagem é originária do Século VIII, trazida por um monge budista chinês.

E o que eu quero dizer com isso?

Simples: neste pós-GP da Austrália, aplica-se perfeitamente aos três pilotos brasileiros o clichê símio do "não ouço, não vejo, não falo".

O "não ouço" é para Felipe Massa, que parece não estar preparado para as críticas. Errou duplamente na corrida, não assumiu seus atos e, pior, passou para o torcedor a imagem de um piloto afobado, irregular e precipitado.

Nada, mas absolutamente nada, tenho contra a pessoa Felipe Massa. O piloto é que me ainda deixa cético quanto às suas possibilidades. Ciente de que a Ferrari tem ele e Räikkönen em condições de lutar contra Lewis Hamilton, e que na segunda metade do campeonato, os italianos terão que decidir entre um deles para brigar pelo título, o início de temporada de Felipe não podia ser pior.

"Ah... mas o Räikkönen só marcou um ponto", dirão por aí. Concordo. Só fez um ponto. Mas que num campeonato longo, pode fazer muita diferença no final.

O "não vejo" se aplica a Rubens Barrichello. Como pode um piloto experiente como ele não enxergar um sinal vermelho, bem diante de seus olhos? Bem... nesse caso a culpa se aplica muito mais à Honda, que infringiu o regulamento ao mandar o brasileiro abastecer com os boxes fechados.

Agora, dizer em público que "não vi, não verei nunca e ninguém verá", é brincadeira.

Por último, o "não falo" vai para Nelson Ângelo Piquet. Tudo bem... diante de uma estréia tão decepcionante, não há muitas justificativas. Mas a Renault não pode proibir o piloto brasileiro de falar algo, impondo pra ele a "Lei da Mordaça". Não pode. Aliás, eu diria que este é o lado mais medíocre da Fórmula 1. Ninguém pode apontar erros e defeitos, tudo tem que parecer que está às mil maravilhas e que o mundo é belo.

Mas não tem nada não. Imprensa, público e espectadores em casa sabem quem está certo e principalmente quem está errado.

Um comentário:

GG disse...

Quando o Massa pôde mostrar que era bom, do ano passado pra cá, foi só decepção. Pra mim ele é piloto de videogame.