segunda-feira, 24 de março de 2008

Atestado de incompetência

Pensei neste post, mas o Fábio Seixas largou na frente. Então, méritos e créditos para ele, que antecipou o seguinte:

Começou hoje a Fórmula 3 inglesa em Oulton Park, com vitória do britânico Oliver Turvey, na chuva, contra 26 adversários.

Os países representados: Grã-Bretanha, Finlândia, Irlanda, Argentina, Suécia, México, Austrália, Angola, Canadá, Islândia, Colômbia, Alemanha, Espanha, Bahrein, Nova Zelândia e Áustria.

Notaram a ausência do Brasil?

Pois é... o país que teve Fittipaldi, Pace, Piquet, Serra, Senna, Gugelmin, Barrichello, de Ferran, Haberfeld, Pizzonia e Nelson Ângelo Piquet como campeões deste certame, não tem NENHUM piloto na principal categoria-escola do automobilismo mundial.

Pouco importa se os nomes dos pilotos inscritos são pouco representativos, vide o barenita Salman Al-Khalifa e o islandês Kristjan Einar. Mas não ver nenhum piloto daqui participando dói demais em quem gosta de automobilismo.

Dói porque é uma demonstração da falta de renovação do imenso manancial de pilotos que naturalmente brotam neste país.

E é o atestado de incompetência dos dirigentes que assassinaram a base do automobilismo nacional, com o auxílio nada luxuoso de alguns promotores que a seu bel-prazer e por absoluta vaidade tomaram conta de algumas categorias, sem pouco ou nada oferecerem em troca ao esporte.

Com a palavra, a CBA.

4 comentários:

Anônimo disse...

além disso o público brasileiro ñ sabe oq é esta categoria há 2 anos, quando ela parou d ser exibida no sportv e foi para o irrelevante SPEED.

Dinho Amaral disse...

A CBA está mais preocupada em fazer revista (motorsport) e construir Paddock e hospitality Center ... na Argentina é tão fácil fazer corrida..e tão menos burocrático...

Saco de Gatos disse...

E parou de ser exibida porque provavelmente o peso dos sobrenomes Moraes (Mário Moraes, agora na Indy) e Valério (Alberto Valério, da GP2) não é o mesmo de Senna e Piquet. O que é uma pena, mas denota a nossa realidade cruel.

Rianov Albinov disse...

não vejo com bons olhos o futuro do Brasil no cenário do automobilismo mundial, espero estar enganado.

Saudações Soviéticas

http://f1nostalgia.blogspot.com/