quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Bizarrice pouca é bobagem!

Aproveitei que o Flavinho Gomes postou um link em seu blog sobre um fórum português de automobilismo - e também a Tyrrell 012 do Alboreto que eu coloquei mais abaixo - e fui visitá-lo para descobrir mais coisas bizarras no esporte.

Já tinha visto os F-1 com aerofólios traseiros montados na frente, carros com candelabros, chifres, ventoinha, asa no limite mínimo do regulamento, mas como este carro aqui da foto abaixo, eu nunca vi!


Este é um Brabham F2 pilotado por ninguém menos que Jochen Rindt numa prova disputada na França - possivelmente em Reims ou Rouen Les Essarts. O ano, palpite puro, é 1968 - uma vez que o austríaco corria com um carro da equipe de Jack Brabham na Fórmula 1.

A que os pilotos tinham que se submeter para os primeiros estudos de eficiência aerodinâmica no automobilismo...

7 comentários:

Caíque. disse...

Eu achava que conhecia muito, mas esse F2 nunca tinha visto e ele me lembra um Constellation da Panair. Muito estranho.

Fabio disse...

O nome deste carro não seria: "Brabham F2 14 Bis"???

Paulo Gonçalves disse...

Medonho... Se colocar uns falantes ali no vazio do aerofólio dá um belo carro de som hehehe. Zueira a parte, isso mostra a infinidade de testes que as equipes fazem tentando conseguir algum diferencial competitivo... imagine as bizarrices secretas que não veículam na midia...

Anônimo disse...

se vcs querem bizzarices vou mandar umas fotos para o Rodrigo hehehe

aliáis Rodrigo, eu mandei umas fotos para vc da Ferrari de seis rodas vc recebeu ???

abs

Filipe W

Creco disse...

O cara quis homenagear o 14-Bis.

JOÃO HENRIQUE disse...

Achei lindo pra caralho esse carro, muito mais bonito do que essas asinhas dos carros de hoje, já que é pra por asa põe do 14 bis que é de confiança.

Alexandre Carvalho disse...

O Fábio teve o mesmo pensamento que o meu: a primeira imagem que me veio quando olhei essa foto foi a do 14 Bis.