terça-feira, 22 de abril de 2008

Grandes recordações

Quando eu fiz a postagem em 2006 ou 2007 - o ano, acreditem, já não lembro mais - falando dos históricos 500 km de Interlagos de 1972, fiquei devendo fotos.

Agora, espero não dever mais.

A Lola de Marinho Antunes pegou fogo após capotagem nos treinos: perda total

Os carros na hora do "larga": em primeiro plano o Chevron #33 de Paul Blancpain. Atrás, o Grac de Lionel Noghes. O carro #14 é o Porsche de Artur Peçanha. Ao fundo, o Ford GT40 com Paulão Gomes, o Momo de Gianpiero Moretti e o Avallone-Chrysler

Reinhold Joest dando uma volta no português Carlos Azevedo, que correu com Lotus 47

O Porsche 908/3 de Reinhold Joest, vencedor da prova

Luiz Pereira Bueno à frente de Joest: o "Peroba" chegou em segundo

Herbert Müller tocando a sensacional Ferrari 512: terceiro lugar

Nílson Clemente teve ótima perfomance no Avallone-Ford da escuderia Greco

3 comentários:

Anônimo disse...

Show as fotos; sensacional.
Não importa q ano vc prometeu, importante é que lembrou!

rpastor disse...

Época de ouro no automobilismo. Quem fim será que tiveram estes carros???

Joaquim disse...

Parece que as Lola T-70 brasileiras não se davam muito bem com os 500 Km de Interlagos. Um ano antes a MK3 de Norman Casari (ex-irmãos de Paoli) havia pegado fogo na Curva Três, treinos para os tais 500 Km.
O suiço Paul Blacpain vive hoje em Búzios, tem uma pousada por lá.O Avallone da Greco-Fabrini hoje está no Museu do Automobilismo de Passo fundo com sua última pintura, a da temporada de 1974.