sábado, 16 de fevereiro de 2008

Pede pra ganhar!

É ouro!

"Tropa de Elite" vence a disputa do Festival de Cinema de Berlim e ganha o prêmio Urso de Ouro. Justo, justíssimo.

O contestado filme dirigido por José Padilha, que não recebeu legendas na sua exibição, dividindo a platéia entre muitas vaias e muitos aplausos, agora aparece como um possível candidato à disputa de estatuetas do Oscar na premiação de 2009.

Eu explico: neste ano, a comissão selecionadora da Embrafilme fez o favor de excluir "Tropa..." para colocar "O ano em que meus pais saíram de férias" na disputa. O filme de Cao Hamburger sequer chegou na lista final - que aliás não tem nenhum da América do Sul.

E como "Tropa de Elite" ainda será distribuído no mercado internacional pela Miramax de Harvey Weinstein e deve ir para os EUA a partir de abril, as chances do filme emplacar algumas indicações tais como "Cidade de Deus" - que não concorreu à estatueta de filme estrangeiro, mas foi indicado a quatro categorias, incluindo melhor diretor para Fernando Meirelles.

3 comentários:

Anônimo disse...

Uma dos motivos alegados, para a exclusão de "tropa de elite" foi a violência do filme e a "academia" não ter por hábito premiar filmes violentos.

mas pelo que tenho lido que a maioria os filmes estrangeiros conccorrendo este ano tem a violência como tema !

perderam uma bela oportunidade !

Filipe W

Anônimo disse...

ter josé padilha indicado para concorrer a oscar de melhor direção… convenhamos, vai ser de lascar.

do amaral

João Garays disse...

Foda-se a academia, esse tipo de coisa é importante pra quem está envolvido com o filme deve ser muito legal pra quem fez o filme ganhar um prêmio, e desejo toda sorte pra eles. Mas pra mim tanto faz, eu faço todo ano o meu oscar pessoal, não preciso que ninguém me diga que filme é melhor que o outro, eu faço isso sozinho.