sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Clip da semana - O vôo de Roberto Carlos no Rio de 1967



Em 1967, Roberto Carlos era o ídolo máximo da juventude brasileira e naquele ano, estreou na telona dirigido por Roberto Farias. "Roberto Carlos em ritmo de aventura" foi uma coleção de clipes muito bem filmados e fotografados, somados à situações inverossímeis onde o Rei tinha como antagonista o grande José Lewgoy.

Nesta produção, chama a atenção um trecho de mais ou menos 6 minutos onde Roberto sobrevoa num helicóptero da Votec (Vôos Técnicos e Executivos), tendo como fundo musical as canções "Namoradinha de um amigo meu" e "Canzone per te", com a qual ganharia no ano seguinte o Festival de San Remo.

Dá pra ver nesse sobrevôo as enormes diferenças do Rio de 2008 para o que a cidade era naquele tempo. Sim... já existiam os túneis Novo e Velho, que ligavam a Zona Sul ao então recém-construído Aterro. Mas nada do condomínio Morada do Sol e muito menos o Rio Sul, erigidos no fim dos anos 70. No terreno vazio à esquerda onde o shopping surgiu, tinha sido posto abaixo o Solar da Fossa, onde Caetano e Gal moraram.

Nessa mesma época, a Avenida Atlântica ainda não tinha sequer a pista duplicada. O trânsito corria em mão única no sentido Posto Seis-Leme. E a partir do 3o. minuto desse clip, Roberto passa pelo centro da cidade, onde se pode divisar o já construído Edifício Avenida Central. Aos 3'48" dá pra ver um pequeno terminal de ônibus na Almirante Barroso (na época não havia o Menezes Cortes), a Av. Treze de Maio - por onde ônibus inacreditavelmente trafegavam - mas também o Palácio Monroe, antiga sede do Congresso Nacional e demolido para a construção do Metrô em 1973.

O passeio, que incluiu também a indefectível passagem pelo Cristo Redentor, contemplou uma Baía de Guanabara sem a Ponte Rio-Niterói, tendo seu fim no heliponto do BEG (depois Banerj e hoje Itaú), no prédio da esquina da Rua México, defronte o Buraco do Lume.

O Rio de Janeiro continua sendo, como diz a canção "Aquele Abraço", de Gilberto Gil e o enredo do Salgueiro no carnaval de 2008. Mas que dá uma saudade dessa época, em que a cidade do Rio era também o Estado da Guanabara (no qual aliás eu nasci), ah... isso dá!

2 comentários:

Victor Menezes disse...

Ah, nessas horas dá vontade de ser alguns anos mais velho...

mtislav disse...

Mas no fim, e o proprio Roberto Carlos quien 'ta conduzindo o Hugues 300 ? Eu lei aqui que o piloto era um homem chamado Raimundo de Paula Soares...