domingo, 17 de fevereiro de 2008

1-2 da Penske na abertura da Nascar!




Acabei de acompanhar via TVU Player na FOX, com os ótimos Larry McReynolds, Mike Joy e Darrell Waltrip a quinqüagésima edição das 500 Milhas de Daytona. E num final absolutamente sensacional, a Penske venceu em dobradinha a clássica prova que abriu a temporada 2008 da Nascar, a Sprint Cup Series.

Após um hiato de oitenta e duas corridas - quase três anos - deu Rocket Man na cabeça: Ryan Newman, com o Dodge #12 da equipe de Roger Penske, foi muito ajudado pelo trabalho de equipe de Kurt Busch, que num bump'n'go sensacional botou Newman na liderança. E louve-se a sensacional participação do campeão da Nascar em 2004: Busch largou em último e chegou em segundo - será que o Reginaldo Leme, que chamou a categoria de "chata" na sua coluna recente no Grande Prêmio, está sabendo do resultado?

Enfim... a Dodge conseguiu um ótimo resultado na abertura do campeonato, com seis Charger entre os dez primeiros. Mas quem de fato brilhou foi a Toyota: com um carro fortíssimo, a montadora nipônica mostrou que a primeira vitória na Sprint Cup não vai demorar a acontecer. O fim de semana de competições, até este domingo, só teve vitórias da marca oriental, pois Todd Bodine ganhou na Truck e Tony Stewart faturou a Nationwide Series, a antiga Busch.

Stewart chegou em terceiro e Kyle Busch, o piloto que mais voltas liderou ao longo da Daytona 500, foi o quarto. A JGR já desponta como a melhor equipe Toyota na Nascar, pois material humano não lhes falta e pilotos bons, idem.

Para Chevy e Ford sobraram posições medianas. A Chevrolet marcou presença no Top 10 apenas com Dale Earnhardt Júnior, nono colocado após uma estratégia errada da Hendrick. Mesmo assim, seu resultado foi infinitamente superior ao de Jimmie Johnson e Jeff Gordon. O pole position não foi além de 27o. e Gordon abandonou. A marca do oval com sede em Detroit fez apenas um décimo posto, com Greg Biffle.

Esta foi a última Daytona 500 de Dale Jarrett, que chegou em décimo-sexto. A próxima prova da Nascar é a California 500 em Fontana, onde Matt Kenseth defende a vitória obtida no ano passado.

Os 10 primeiros da 50a. Daytona 500:

1. Ryan Newman / Penske Racing - Dodge Charger
2. Kurt Busch / Penske Racing - Dodge Charger
3. Tony Stewart / Joe Gibbs Racing - Toyota Camry
4. Kyle Busch / Joe Gibbs Racing - Toyota Camry
5. Reed Sorenson / Chip Ganassi Racing - Dodge Charger
6. Elliott Sadler / Gillett-Evernham Motorsports - Dodge Charger
7. Kasey Kahne / Gillett-Evernham Motorsports - Dodge Charger
8. Robby Gordon / Robby Gordon Motorsports - Dodge Charger
9. Dale Earnhardt Jr. / Hendrick Motorsports - Chevrolet Impala SS
10. Greg Biffle / Roush-Fenway Racing - Ford Fusion

3 comentários:

Gustavo Castro disse...

O Reginaldo foi extremamente infeliz na última coluna dele. Acho que ele tentou agradar uma emissora de tv mas fez elogios e criticas totalmente descabidas. Mas de todo modo, é torcer para que haja mais uma temporada fantástica da categoria estadunidense.

Fabio disse...

Assisti a toda a corrida; incrível!!!
Na Nascar a prova só acaba na bandeirada final mesmo e não na primeira curva de um circuito...

r/t disse...

Não curto o RL, acho que as opiniões dele, quando não são rasas e obviás, são mediocres, FG bate de 10 x 0 nele, mesmo com menos GPs cobertos "in loco" e menos anos na categoria

E quanto a Nascar, é uma categoria que acompanho, por alto, desde 1996 quando tinha 11 ans e instalei Nascar Racing no meu computer